A criação da criança – Brincar, gozo e fala entre a mãe e o bebê

Autor(es): Julieta Jerusalinky

“A criação da criança” comporta uma dimensão equívoca: por um lado a criança seria objeto de uma criação e, por outro, sujeito que cria. Este trânsito da mãe e do bebê entre as posições de objeto e de sujeito, este eclipse necessário à constituição psíquica, fica em relevo nos jogos constituintes do sujeito, como modo de comparecimento do brincar na primeira infância. Em tais jogos inscreve-se o litoral entre gozo e saber, articula-se corpo e linguagem. Inscrições psíquicas, gozo materno, brincar, jogos constituintes do sujeito, jogos de litoral, são temas trabalhados neste livro a partir das questões que a clínica coloca quando se trata de intervir nos primórdios do psiquismo ? com bebês ou com crianças acometidas de graves psicopatologias que as exilam de sua condição de falantes.

OUTROS TÍTULOS DA MESMA COLEÇÃO