Quem somos

Visando contribuir para a difusão do discurso psicanalítico em terras brasileiras e possibilitar aos praticantes da Psicanálise e áreas afins o acesso a textos que contribuam na sua formação, a editora Ágalma foi fundada em 1991 por dois analistas de Salvador – Ba, Angela Baptista e Marcus do Rio Teixeira, Desde o início, o cuidado dos editores centrou-se não somente na qualidade teórica dos textos, selecionados dentre as obras de renomados autores do Brasil e do exterior, mas também na qualidade da tradução e na apresentação gráfica dos livros. Com esse objetivo, Ágalma escolheu uma equipe de tradutores com amplo conhecimento de línguas estrangeiras assim como da teoria psicanalítica, possibilitando um texto final claro e livre de distorções conceituais. No aspecto gráfico, a editora tem buscado sempre aprimorar suas capas, realizadas por profissionais de design, tendo uma delas, de autoria de Homem de Melo & Troia Design merecido constar da Mostra Seletiva da V Bienal de Design Gráfico -2000.

Na área de Psicanálise, Ágalma possui atualmente quatro coleções especializadas, com títulos de autores nacionais e estrangeiros: A Coleção Psicanálise da Criança, dirigida por Angela Baptista e Julieta Jerusalinsky, publica coletâneas a respeito de temas relevantes da clínica com crianças e adolescentes; a Coleção Discurso Psicananalítico, dirigida por Sidnei Goldberg, publica obras de autor e coletâneas sobre temas gerais da teoria e da prática psicanalíticas; a Coleção Dicionário de PsicanáliseFreud & Lacan, dirigida por Marcus do Rio Teixeira, é a edição brasileira de um projeto da Association Lacanienne Internationale, no qual diversos autores se propõem o levantamento dos conceitos psicanalíticos; finalmente a Coleção De Calças Curtas, dirigida por Daniele B. Wanderley, com a colaboração de Marie-Christine Laznik, é pioneira no Brasil na publicação de títulos dedicados à intervenção precoce e à clínica com bebês. Vários títulos dessas coleções têm sido indicados em cursos de graduação e pós-graduação.

Ágalma aventurou-se também com duas coleções na área de Literatura atualmente desativadas, mas que ainda possuem títulos em catálogo: a Coleção Ariadne, com obras de autores brasileiros, foi inaugurada com o livro A Elefantinha que não queria elefantar, de Angelina Bulcão Nascimento. Seu segundo título, Em busca da sombra, de Suzana Montoro, foi selecionado pela Fundação Nacional do Livro Infanto-Juvenil para fazer parte da seleta lista que representou o Brasil em 2000 na Feira Internacional do Livro Infanto-Juvenil em Bolonha.

A Coleção Os Libertinos – Clássicos da Literatura Erótica que foi dirigida por Eliane Robert Moraes, publicou clássicos antigos e modernos, dentre os quais A Filosofia na Alcova, do Marquês de Sade, e As Onze Mil Varas, de Guillaume Apollinaire.Na área dos e-books, Ágalma lançou alguns títulos em versão digital, que podem ser adquiridos através de links presentes neste site. Procure nas coleções quais os títulos disponíveis em versão digital. Ágalma mantém na atualidade seu propósito original de publicar títulos de importância teórica e clínica, sempre com um compromisso com a qualidade dos textos.